Arquivo do mês: agosto 2012

No Dia do Nutricionista, profissionais alertam para boa alimentação

No Dia do Nutricionista, comemorado hoje (31), profissionais da área alertaram para o consumo de alimentos com qualidade e em quantidades adequadas à saúde.

A presidente do Sindicato de Nutricionistas do Distrito Federal, Elizabeth Moura Panisset Caiuby, destacou que a nutrição não deve ser lembrada apenas na hora de perder peso.” Em geral, as pessoas pensam mais em nutrição quando se preocupam com o seu peso, mas essa ciência é muito mais que isso. A boa nutrição também cura e é responsável pelo bem-estar da população”, disse.

Para a nutricionista Andrielle Haddad, a indústria de alimentos promove um “bombardeio sensorial no público, através da propaganda, para vender seus alimentos, mas o consumidor tem que ficar alerta para a sua necessidade individual de nutrientes”. Ela recomenda que as pessoas olhem os rótulos dos produtos para saber “o teor de gordura, de açúcar, de carboidratos, enfim, de tudo que tenha a ver com as necessidades diárias de cada um”.

Sobre o consumo de açúcar, a presidenta do Conselho Regional de Nutrição da 1ª Região, Mara De Boni, alerta para os perigos da ingestão em excesso, que aumentam as chances do surgimento de doenças, como diabetes. Perguntada sobre os adoçantes,  ela disse que é importante alternar os tipos de  usados, pois é mais seguro consumir variadas marcas que tenham princípios ativos diferentes. Há suspeitas de que o uso continuado de um único tipo possa causar doenças.

Ela destacou que a sociedade “clama hoje pela participação profissional do nutricionista em prol da saúde”, ao participar de sessão solene na Câmara Legislativa do Distrito Federal em homenagem aos nutricionistas.

A funcionária pública Marli Bitencourt reconhece que o cuidado com os alimentos não é uma preocupação frequente das pessoas. Em casa, ela tenta adotar hábitos saudáveis, como cozinhar com azeite de oliva no lugar do óleo de soja. Porém, reclama do preço do azeite o que inviabiliza o uso permanente”. Ela e dez irmãos, todos com mais de 50 anos de idade, passaram a controlar o consumo de açúcar e gordura, pois já perderam um membro da família, vítima de infarto.

O motorista Douglas Moreno diz ficar atento às informações nos rótulos dos produtos, lembrando que a indústria é obrigada a informar as características do alimento nas embalagens.

A coordenadora de Segurança Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Patrícia Chaves, destacou que, nos últimos dez anos, a nutrição passou a se tornar peça importante dentro dos programas sociais do governo. “A questão da nutrição vem contando com a preocupação das políticas públicas, na área do ministério e no trabalho do governo em prol do combate à fome dentro das políticas sociais.”

Fonte: Agência Brasil

Anúncios

Alimentos para blindar o corpo contra doenças. Excelente matéria no UOL

Clique na imagem para ler a matéria do UOL completa