Ingestão de leite adulterado com formol. Tire as dúvidas

Com a Operação Leite Compen$ado, que identificou suposta fraude em lotes de leite produzidos no Rio Grande do Sul, surgiram dúvidas quanto ao efeito do formol no organismo de seres humanos.

O pesquisador e diretor do Instituto do Câncer Mãe de Deus, Stephen Doral Stefani, afirma que “não há motivo para pânico”. A concentração do produto ingerido e o tempo de exposição devem ser altíssimos para causar danos à saúde humana.

Abaixo, tire suas dúvidas sobre a ingestão de formol:

Que quantidade e por quanto tempo eu tenho que estar exposto ao formol para sentir os primeiros sintomas? O tempo de exposição é tão importante quanto a concentração. Não há dados de ensaios clínicos que exponham a quantidade segura (de ingestão de formol) no organismo.

Quais são os sintomas e que tipo de exames eu preciso fazer para identificar eventuais problemas? Pode desencadear processos de atuação alérgica. A recomendação é de uma avaliação clínica, revisão e acompanhamento com um médico de confiança. Mas não existem testes laboratoriais para dizer se há formaldeído no organismo.

Os riscos para crianças é maior do que para adultos? Sem dúvida. Por agir de acordo com a superfície corporal, a mesma quantidade de formol ingerida pode ser mais danosa em uma criança do que em um adulto, o qual possui maior capacidade de metabolizar a substância.

Quais efeitos têm no organismo? Os principais sintomas são grastrointestinais, como desconforto abdominal.

Que órgãos podem ser afetados? Intestino, rim, fígado, bexiga.

Que tipos de doença pode provocar? Leucemia e câncer no trato respiratório, caso ingerido por muitos anos e em grande quantidade.

Que problemas podem ser causados pela ingestão de água possivelmente insalubre retirada de poços artesianos? Faz toda a diferença saber a condição do poço. É uma questão infectológica e pode causar desde infecções a reações alérgicas.

Fonte: Zero Hora

 

 

Anúncios

Os comentários estão desativados.